Especial "John Wick": Baba Yaga

(John Wick: Chapter 4, 2023, direção de Chad Stahelski)


O bicho-papão voltou em "John Wick 4"! 

Depois de recuperar-se do tiro e da queda do Continental sofridos em John Wick 3: Parabellum, John Wick (Keanu Reeves), o assassino profissional mais mortal e temido dos últimos tempos, conhecido no mundo do crime como Baba Yaga, quer vingança da Alta Cúpula.

Com o suporte de Bowery King (Laurence Fishburne), o anti-herói refaz alguns passos do filme anterior e segue para o Deserto Africano, para começar a sua matança pela figura do Ancião (George Georgiou).

Depois de receber essa "mensagem", a Alta Cúpula nomeia o Marquês de Gramont (Bill Skarsgard) para colocar um ponto final nas ações de John Wick. Esse vilão começa a mostrar o seu poder por Winston (Ian McShane), derrubando o Continental Hotel de Nova York, matando o seu concierge, Charon (Lance Reddick), mas poupando a sua vida, para que o dono do hotel possa viver exibindo a sua humilhação para o mundo. Claro que tudo isso desencadeia o desejo de vingança em Winston. Ele, então, tenta chegar até Wick, através de Bowery, para ajudá-lo com informações que podem torná-lo um homem livre das perseguições e obrigações com a Alta Cúpula.

A próxima ação do Marquês de Gramont é obrigar o assassino aposentado Caine (Donnie Yen) a matar o antigo sócio e grande amigo, John Wick. Se não fizer isso, esse homem, que é cego, mas extremamente habilidoso, perderá não só a sua vida como também a de sua filha única.

Enquanto tudo isso acontece na rota Nova York - Paris, John Wick busca proteção no Continental de Osaka, gerenciado por um outro amigo seu de longa data, o samurai Shimazu (Hiroyuki Sanada). E é neste ambiente onde a ação realmente começa, pois ali, aguardando por Wick, já se encontra Tracker (Shamier Anderson), um caçador de recompensas que admira Baba Yaga mas quer ganhar o prêmio pela sua cabeça; e logo depois dele, chegam ao local Caine e um exército de capangas do Marquês.

Depois de matar tantos quanto consegue encontrar pelo seu caminho, exceto Caine e Tracker (por motivos que você entenderá assistindo ao filme), John Wick conversa com Winston e descobre o que deve fazer para se ver livre da Alta Cúpula e do Marques de Gramont. Essa "forma de liberdade" começa a ser colocada em prática em Roma e continua em Paris. Em ambas cidades, Wick precisa participar de negociações complexas e mostrar toda a sua habilidade com lutas corporais e manuseio de armas.

🎦


John Wick 4: cena no Trocadero, em Paris, com vista para a Torre Eiffel.
Foto: divulgação Lionsgate.


Locação em destaque: Paris

O pôster do filme deixa claro qual é a principal locação dessa aventura: a capital francesa, com destaque para alguns dos seus pontos turísticos mais famosos: o Trocadero, o Arco do Triunfo e a Basílica de Sacré-Couer.

Trocadero (16º arrondissement) é um dos melhores lugares de Paris para admirar a Torre Eiffel, localizada do outro lado do Rio Sena. Em sua praça acontece a cena de negociação de John Wick com a Alta Cúpula, com Baba Yaga propondo um confronto com o Marquês de Gramont, num duelo com armas que homenageia os filmes de faroeste americano (cena da foto acima). O vilão, claro, obriga Caine a assumir o seu lugar na troca de tiros.

Em seguida, numa tentativa de impedir que John Wick chegue ao ponto de encontro do duelo no horário combinado, o Marquês coloca um prêmio pela cabeça do rival, movimentando tanto Tracker como o submundo do crime francês. As melhores cenas dessa sequência acontecem no entorno do Arco do Triunfo (8º arrondissement e um dos pontos de partida para se explorar a Avenida Champs-Élysées).

Do seu jeito, claro, John Wick abre caminho até a Basílica de Sacré-Couer, numa longa cena que se divide entre comédia, ação e drama.

🎦


O final de "John Wick 4" é tão emocinante quanto enigmático! Diferente dos três filmes anteriores, esse não deixa claro se foi o fim da história de amor e vingança encabeçada por Keanu Reeves ou se ainda teremos alguma continuação da saga de Baba Yaga. 

O que já sabemos é que a franquia derivou, pelo menos, mais três histórias: o filme Ballerina, prometido para 2024, que contará com Ana de Armas no papel principal e as participações especiais de Reeves, McShane e Reddick (*); The Continental, uma mini-série televisiva sobre o hotel mais "seguro" para criminosos em território novaiorquino; e uma continuação direta de John Wick 4, como foi mostrado na cena pós-créditos, seguindo os passos da rivalidade entre Caine e Akira (Rina Sawayama), a filha de Shimazu.

E já é com saudades de ver Keanu Reeves e companhia neste quarteto de histórias eletrizantes, que eu encerro esta sequência de posts especiais sobre uma das franquias mais aclamadas da atualidade: a franquia "John Wick".


🎦


(*) Infelizmente, Lance Reddick, o intérprete de Charon, faleceu no dia 17 de março deste ano. Ele deixou cenas gravadas para Ballerina.



Comentários

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"