Viajando com Audrey Hepburn - Nova York

Fotos: divulgação (Paramount & Fulton Theater)

Toda vez que eu penso na relação entre Audrey Hepburn e Nova York, a imagem dela como Holly Golightly tomando café da manhã na frente da joalheria Tiffany, em Bonequinha de Luxo (1961), é a primeira que surge na minha mente. Essa associação é imediata. A verdade, no entanto, é que o relacionamento entre a atriz belga e a fantástica cidade da Costa Leste americana começou com a participação dela na peça teatral Gigi, em novembro de 1951, dez anos antes do lançamento do famoso filme.


Gigi

Audrey tinha 23 anos de idade e estava em início de carreira quando interpretou Gigi, a garota parisiense cujo nome dá título à história publicada em 1944 e que se tornou a mais famosa da escritora francesa Colette. A peça teatral inspirada no livro foi encenada na Broadway, no Fulton Theatre, um espaço que funcionou no 211 da West 46th Street, de 1911 até 1982, quando foi demolido.

Folheto promocional da peça "Gigi".

Depois de Gigi e de fazer sucesso como a princesa Anna, em A Princesa e o Plebeu (filme de 1953, rodado em Roma), Audrey aceitou participar de duas comédias românticas da Paramount Pictures: Sabrina (1954) e Cinderela em Paris (1957).


Sabrina

No filme de 1954, a atriz interpreta Sabrina Fairchild, a filha do motorista dos Larrabees, uma família rica, poderosa e proprietária de uma mansão espetacular nos Hamptons. Sonhadora e romântica, Sabrina se apaixona por David Larrabee (Willian Holden), caçula do clã e mulherengo assumido. Para evitar o sofrimento dela, Thomas Fairchild (John Williams) a envia para fazer um curso de culinária na Le Cordon Bleu, em Paris. Dois anos depois, a jovem retorna a Nova York, tanto sofisticada como muito confiante de poder conquistar o amor de sua vida. Ela só não contava com a interferência de Linus Larrabee (Humphrey Bogart), um empresário pragmático e disposto a não deixar que a filha do seu chofer acabe com os seus planos ambiciosos para o irmão mais novo.

Sobre as locações, apesar dos Larrabees morarem nos Hamptons, a única parte de lá que aparece nessa história é a estação de trem de Glen Cove, onde Sabrina e David se reencontram quando ela volta da França. O exterior da residência dos Larrabees foi filmado numa mansão californiana (demolida); e o seu interior, nos estúdios da Paramount, em Los Angeles. Quanto ao escritório do clã, as cenas com o seu exterior foram feitas na frente do nº 30 da Broad Street, perto de Wall Street, em Downtown.


Cinderela em Paris

Em Cinderela em Paris, Audrey se chama Jo Stockton e é a funcionária intelectualizada da Embryo Concepts Book Shop, uma livraria localizada em Greenwich Village. Apesar de não gostar da ideia de ser o novo rosto da revista de moda Quality, a jovem aceita o convite do fotógrafo Dick Avery (Fred Astaire) e da editora Maggie Prescott (Kay Thompson) apenas para poder visitar Paris e conhecer o mestre do Empaticismo, professor Émile Flostre (Michel Auclair). Paris é onde a maior parte dessa história é filmada. Quanto a Nova York, ela é mostrada apenas numa cena que registra a Washington Square, visto que tanto o interior do escritório da Quality como a livraria onde Jo trabalha foram construídos nos estúdios da Paramount, em L.A.

Quando concluiu Cinderela em Paris, Audrey trabalhou numa série de filmes ambientados na Europa, como "Amor na Tarde" (1957) e "Uma Cruz à Beira do Abismo" (1959). Ela retornou à América logo depois deles para participar de "O Passado Não Perdoa" (1960) e Bonequinha de Luxo, o filme pelo qual ela é mais lembrada até hoje.


Bonequinha de Luxo

Bonequinha de Luxo começa com Holly Golightly descendo de um taxi na frente da joalheria Tiffany, na 5th Avenue, para apreciar as joias expostas na vitrine da loja, enquanto toma o seu café da manhã. Nessa cena, ela está voltando de mais uma noitada de trabalho e vestindo um pretinho nada básico de Givenchy. Dali, a jovem segue a pé pela 57th Street em direção ao seu apartamento, no 169 da East 71st Street. É nesse endereço do Upper East Side onde acontece a maior parte das ações cômicas e dramáticas da trama, especialmente depois que Holly conhece o seu novo vizinho, Paul Verjak (George Peppard), um escritor com uma história de vida (profissional) relativamente parecida com a dela. Os dois fazem amizade e desbravam Manhattan juntos. Na rota deles, além da Tiffany, estão a New York Public Library e o Seagram Building. O filme ainda teve cenas feitas no Central Park e nos estúdios da Paramount, em Los Angeles. Para ler mais sobre ele e suas locações aqui no blog, confira este link.


Cena de abertura de "Bonequinha de Luxo" (Paramount Pictures)


Viajando com Audrey Hepburn

E é assim, falando sobre o trabalho de cinema mais conhecido de Audrey Hepburn, filmado na cosmopolita Nova York, que eu fecho o ciclo de postagens sobre as cidades famosas onde a atriz trabalhou; as outras foram Roma, Paris e Londres. Elas farão parte do guia Viajando com Audrey Hepburn, cujo lançamento pela editora Cinetour está previsto para 5 de outubro de 2022, data do aniversário de 61 anos do lançamento de Bonequinha de Luxo pela Paramount Pictures.

Aguarde.

Comentários

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"