007 Contra Spectre

  

Pôster: divulgação

Quando você pensa que nenhum outro filme do James Bond de Daniel Craig seria tão bom quanto "007 - Operação Skyfall", eis que surge o excelente "007 Contra Spectre" (Spectre, 2015, Sam Mendes)! Sinceramente, eu não sei dizer, até hoje, qual dos dois é o melhor e, por essa razão, dei nota 10 para ambos, no site do IMDb.

Bem, vamos ao roteiro. "007 Contra Spectre" começa com James Bond realizando uma missão na Cidade do México, deixada por M (Judi Dench). O resultado positivo para ele, mas desastroso para o MI6 por ter atraído a atenção da mídia mundial, faz com que o agente, em seu retorno a Londres, passe a usar um rastreador corporal, aplicado por Q (Ben Whishaw) a mando de Mallory (Ralph Fiennes), o novo M. Além disso, as ações e a relevância de Bond são questionadas pelo novo chefe do Serviço de Segurança Conjunta, conhecido como C (Andrew Scott, que não nos inspira nenhuma confiança, depois de ter sido o Jim Moriarty da série "Sherlock").

Apesar de ter recebido ordens para não sair de Londres, 007 conta com as ajudas de Q e de Moneypenny (Naomie Harris) para continuar a sua missão em Roma, onde assiste o enterro do bandido que matara no México e onde se infiltra numa reunião de membros de uma desconhecida, mas poderosa, organização criminosa. Bond descobre que o líder do grupo é Ernst Stravo Blofeld (Christoph Waltz), uma pessoa de seu passado, e percebe que a chave para as respostas que procura está com o seu velho inimigo de "007 - Cassino Royale" e "007 - Quantum of Solace", Sr. White (Jesper Christensen). 

007 segue para Altaussee, na Áustria, onde conversa com Sr. White. Este só aceita cooperar depois de Bond prometer-lhe que protegerá a sua filha, Madeleine Swann (Léa Seydoux). Essa jovem não só revela para Bond e Q que o nome da organização secreta por trás de atentados globais que eles investigam é S.P.E.C.T.R.E. como leva Bond até o local indicado por seu pai (o hotel L´Americain, localizado em Tânger, Marrocos), para que o agente encontre as pistas que precisa para chegar até Blofeld.

Em seguida, Bond e Swann passam por emoções fortes, quando lutam com Hinx (Dave Bautista) dentro do trem Orient Desert Express; e explosivas, quando enfrentam Blofeld e seus seguranças, no esconderijo das operações da S.P.E.C.T.R.E, em Arfoud, no deserto africano. Do primeiro oponente, a dupla consegue se livrar; do segundo, ainda não. 

De volta a Londres, Bond e Madeleine se encontram com M, Q, Moneypenny e Tanner (Rory Kinnear), num esconderijo do MI6. Na saída do local, Blofeld conseque sequestrar 007 e Madeleine e levá-los ao antigo prédio do MI6. Mallory consegue fugir dos capangas de Blofeld e, junto com Q, vai enfrentar C, no escritório dele, no novo QG da organização. 

Um implosão e uma fuga eletrizante marcam os minutos finais dessa história fantástica.


As locações

"007 Contra Spectre" foi filmado em Cidade do México, no México; em Roma, na Itália; em Sölden, Lago Altaussee e Obertilliach, na Áustria; em Tânger, Oujda e Arfoud, no Marrocos; além da capital inglesa. 

Em Londres estão os edifícios - novo e antigo - do MI6, em Vauxhall; o apartamento de Bond, em Notthing Hill; o restaurante Rules, onde Q e Moneypenny procuram por M; a Westminster Bridge, local da cena final entre 007 e Blofeld, dentre outras locações. Esses endereços podem ser conferidos no post "Filme de viagem: '007 contra Spectre' em Londres".    


A continuação da saga

A cena final de "007 Contra Spectre" marca o início da história de "007 - Sem Tempo para Morrer", o quinto e último filme de Daniel Craig como James Bond.

Comentários

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"