Veneza no cinema


Pôsteres: divulgação

Veneza é uma cidade linda, sendo parte desse charme creditado às águas que a contornam; e parte, às suas ruelas, becos, pontes e construções antigas. Naturalmente, essa combinação interessante fez dela um lugar muito procurado pelos diretores de cinema e seus gerentes de locações, que nela decidiram ambientar cenas de filmes de todos os gêneros, desde dramas e suspenses pesados até comédias românticas leves e aventuras policiais carregadas de adrenalina.

Filmes

Na lista de produções que usaram Veneza para contar suas histórias estão 007 Cassino Royale (2006), 007 e o Foguete da Morte (1979), Casanova (2005), De-Lovely: Vidas e Amores de Cole Porter (2004), Homem-Aranha: Longe de Casa (2019), Indiana Jones e a Última Cruzada (1989), Inverno de Sangue em Veneza (1973), Morte em Veneza (1971), O Anônimo Veneziano (1970), O Mercador de Veneza (2004), O Talentoso Ripley (1999), O Turista (2010), Pão e Tulipas (2000), Quando o Coração Floresce (1955), Todos Dizem Eu Te Amo (1996), Uma Saída de Mestre (2003) e Wild Man Blues (1997).

Locações

Sobre os lugares mostrados na tela, muitos endereços turísticos de Veneza foram explorados pela indústria do cinema, começando pela Piazza San Marco. Aparentemente, quase todos os filmes que mostraram a cidade em cena deram um jeito de fazer os seus personagens circularem por essa praça mundialmente famosa. Alguns títulos, inclusive, tiveram cenas ambientadas em cafés que ficam no entorno da Praça de São Marcos, por exemplo O Talentoso Ripley, que filmou no histórico Caffè Florian (Piazza San Marco, 56-59), e Quando o Coração Floresce, que usou o Gran Caffé Chioggia como ponto de encontro da dupla amorosa de sua história (Piazza San Marco, 8-12).

O segundo lugar de Veneza mais presente em cena é o Grande Canal. Nele, quando não vemos James Bond ou Indiana Jones se metendo em encrencas e aventuras, testemunhamos personagens de outros filmes passeando de gôndola, circulando de barco ou apreciando a arquitetura local em lanchas espetaculares.

Na ficção, poucos são os personagens "naturais" de Veneza; a maior parte deles ou está na cidade a passeio ou a trabalho. E por isso, essa trupe toda precisa se hospedar em algum lugar, como os luxuosos Danielli, de 007 Contra o Foguete da Morte e O TuristaGrand Hotel des Bains, de Morte em Veneza e O Paciente Inglês (que se passa pelo hotel "egipcio" da trama); Gritti Palace de Todos Dizem Eu Te Amo (hotel preferido de Ernest Hemingway quando na cidade); e Regina, de O Talentoso Ripley.

Uma curiosidade: pode não parecer, mas Era Uma Vez na América (1984) teve uma cena feita num restaurante de um hotel veneziano. Trata-se do antigo Lido, estabelecimento que fazia parte do Hotel Excelsior. Foi ele que Noodles (Robert De Niro) mandou fechar para ele poder jantar sozinho com a sua amada Deborah (Elizabeth McGovern).

Veneza para todos os gostos

Se você quiser ver lugares famosos de Veneza na telinha, os filmes Quando o Coração FloresceTodos Dizem Eu Te Amo e Homem-Aranha: Longe de Casa são ótimas pedidas. No entanto, se o que você deseja é se aventurar por uma parte da cidade fora do circuito turístico, os títulos mais interessantes são Inverno de Sangue em VenezaO Anônimo Veneziano e Pão e Tulipas. 

O cinema tem uma Veneza para cada gosto. Escolha o filme em que quer vê-la e delicie-se com imagens dessa cidade maravilhosa através de roteiros fascinantes.


Comentários

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"