São Paulo no cinema

Pôsteres: divulgação

A cidade mais cosmopolita do Brasil e da América Latina emprestou a sua paisagem de concreto para servir como cenário de muitos filmes. Entre esses títulos estão 2 Filhos de Francisco (2005), 12 Horas Até o Amanhecer (2006), A Via Lactea (2006), Bellini e a Esfinge (2001), Bellini e o Demônio (2008), Bróder (2009), Bruna Surfistinha (2011), Chega de Saudade (2007), De Onde Eu Te Vejo (2016), 2 Coelhos (2012), Domésticas (2001), Ensaio Sobre a Cegueira (2008), Estamos Juntos (2011), Malu de Bicicleta (2011), Não Por Acaso (2007), O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias (2006), O Bandido da Luz Vermelha (1968), O Casamento de Romeu e Julieta (2005), O Cheiro do Ralo (2007), O Signo da Cidade (2007), O Vendedor de Sonhos (2006), Onde Está a Felicidade (2011), São Paulo Sociedade Anônima (1965) e Terra Estrangeira (1996).

Fotos: Fran Mateus

Sobre os lugares paulistanos presentes na tela, se você me perguntasse qual deles foi o mais usado pelos diretores de cinema, eu diria que o Minhocão é o que ocupa o primeiro lugar dessa lista. Essa construção localizada no centro de São Paulo aparece em dezenas de filmes, com destaque para Ensaio sobre a Cegueira, de Fernando Meirelles; Terra Estrangeira, de Daniela Thomas e Walter Salles; e Estômago (2007), de Marcos Jorge, uma produção ambientada em Curitiba, exceto por uma cena rodada nesse viaduto, cujo nome oficial é Elevado Presidente João Goulart.

A lista com os lugares famosos entre os paulistanos que também são populares na telinha continua com a Praça Ramos de Azevedo, os viadutos do Chá e Santa Ifigênia, o Edifício Copan, o Estádio do Pacaembu com o Museu do Futebol, a Praça Vilaboim com o Edifício Louveira, a Ponte Estaiada e o endereço que é a cara da cidade, a Avenida Paulista.

Na contramão, existem locais que mesmo não sendo os mais conhecidos do público, se destacam por ajudarem a contar, de forma marcante, as histórias em que aparecem. Nesse grupo estão a Pedra Grande de Não Por Acaso, o Parque Jardim da Luz de O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias, e o salão de bailes União Fraterna, usado como locação única de Chega de Saudade.

A quantidade de filmes rodados em São Paulo é tão plural quanto a variedade de lugares presente neles, por isso, seria difícil incluir todos eles neste post. A boa notícia é que os títulos indicados acima permitirão que você tenha uma boa ideia do conjunto arquitetônico que compõe a Paulicéia Desvairada, ao mesmo tempo em que usufrui de histórias bem diversas e interessantes. Depois de assistir os filmes, a minha sugestão para você que mora em São Paulo e para você que a visitará em breve é a de que aproveite para conhecer, ao vivo e em cores, alguns dos espaços presentes em cena. Como essa metrópole é um dos lugares mais fascinantes do Brasil e do mundo, eu tenho certeza de que você irá curtir muito fazer esse passeio de cinema! 😉


Comentários

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"