Os melhores diretores do cinema "pé na estrada"


Por Fran Mateus

Cada um tem o seu gosto pessoal por filmes e gêneros cinematográficos. No meu caso, eu adoro as boas histórias que combinam drama, ação e/ou comédia e são ambientadas em lugares interessantes, e acho que, nesses quesitos, cinco diretores são imbatíveis: Alexander Payne, Guy Ritchie, Quentin Tarantino, Sofia Coppola e Woody Allen. E parece que não estou sozinha nas minhas preferências pois, juntos, esses cinco profissionais são responsáveis por alguns dos filmes mais vistos e premiados dos últimos anos. Confira alguns deles.

Alexander Payne
Payne é o melhor para viagens cinematográficas pelos Estados Unidos. Ele costuma colocar os seus personagens à frente de um volante (de carro ou trailer) e os faz circular por belos lugares da Califórnia (Sideways), de Nebraska (filme de título homônimo), do Hawai (Os Descendentes) e de outras paisagens americanas (As Confissões de Smith). Fora dos EUA, ele exibiu alguns cantinhos interessantes de Montparnasse, em Paris, Eu Te Amo, e as paisagens grandiosas da Noruega, em Pequena Grande Vida.

Guy Ritchie
Sério! Este inglês é diretor mais criativo, inovador, de humor rápido e inteligente dos últimos anos! Se duvidar, confira O Rei Arthur, O Agente da U.N.C.L.E, os dois Sherlock Holmes, Rock and Rolla, Snatch-Porcos e Diamantes, e outros títulos tão cheios de ação quanto de piadas bem contadas, tudo isso numa velocidade insana. O território de atuação de Ritchie é o interior do Reino Unido e algumas cidades europeias.

Quentin Tarantino
Tarantino faz cinema moderno bem à moda antiga. O sangue jorra nos filmes desse americano do Tennessee: Cães de Aluguel, Pulp Fiction, Kill Bill, Bastardos Inglórios. Mas jorrou bem menos no maravilhoso Era Uma Vez em Hollywood, mostrando que esse verdadeiro apaixonado pela Sétima Arte também sabe contar uma boa história somente usando ótimos diálogos, excelentes atores e locações inesquecíveis.

Sofia Coppola
Sofia é a mestre das histórias leves, reflexivas e atuais (mesmo quando elas são históricas). Filha de pai famoso, ela mostrou que tem brilho próprio e é a menina dos olhos de Hollywood. Seus roteiros nos fazem sentir os dilemas dos personagens, em geral, jovens perdidos em algum momento de suas vidas. Seus trabalhos incluem os ótimos Encontros e Desencontros (rodado em Tokyo) e Um Lugar Qualquer (L.A, Milão e Las Vegas; é o meu favorito dela), além de Maria Antonieta, Bling Ring - A Gangue de Hollywood, As Virgens Suicidas e O Estranho que Amamos.

Há meio século, Woody vem mostrando que equilíbrio entre piadas escrachadas e bons dramas é a sua praia (apesar dele preferir as cidades grandes, como Nova York e Paris). Ele é uma espécie de "pai" dessa turma toda de diretores. Quando conta uma piada, o homem sabe fazer isso com e sem sutileza. E quando decide que vai fazer um drama, busca inspiração nos seus ídolos do cinema (Bergman, Fellini, Visconti) e nos brinda com obras-primas como A Outra. Alguns dos seus melhores trabalhos são Manhattan, Meia Noite em Paris (o meu favorito), Match Point, Um Misterioso Assassinato em Manhattan, Vicky Cristina Barcelona, A Era do Rádio e Hannah e Suas Irmãs.

Todos os anos, eu fico na torcida para que cada um desses mestres lancem um título novo. Em 2019, já tivemos Tarantino (Era Uma Vez em Hollywood), Ritchie (Aladin), e vamos ter Allen (Um Dia de Chuva em Nova York). No próximo ano, teremos Coppola (On the Rocks) e outro Ritchie (The Gentleman). Quanto a Payne, o seu The Menu, uma combinação de viagem com horror, por enquanto, ainda está sem previsão de lançamento.

E você, quais são os diretores que te fazem ir ao cinema, colocar um sorriso no rosto e uma ideia para a sua próxima viagem na cabeça?

🎦

Assine a nossa newsletter enviando o seu e-mail para faleconosco@cinetourproject.com.





Comentários

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"