"Dez Tons de Seattle"

Seattle vista do apê de Christian Grey
(Foto: divulgação)
Linda. Vibrante. Sofisticada. Assim, a cidade de Seattle era conhecida antes de dar um show em Cinquenta Tons de Cinza (Fifty Shades of Grey). Depois do filme inspirado no livro de E.L. James, eu ouso dizer que seu skyline passou a ser associado, também, às palavras ‘sedução’ e ‘provocateur’ (isso mesmo, em francês soa melhor!). A maior cidade do Estado de Washington, localizada no Pacífico Noroeste americano, é a locação mais importante da, digamos, polêmica produção. Ela aparece logo no início, quando Anastasia Steele (Dakota Johnson) sai de Portland (maior cidade do Estado do Oregan) e vai até o prédio Grey House fazer uma entrevista com o ricaço Christian Grey (Jamie Dornan). No entanto, é no momento do voo noturno em que Grey leva, pela primeira vez, a jovem Ana ao seu apartamento, que Seattle brilha e rouba a cena. Conheça um pouco mais desta cidade, considerada uma das mais lindas do hemisfério norte.

1
Para os amantes de um bom café, como eu, a cidade é o berço da Starbucks. A 1ª loja da rede americana foi inaugurada em 1971 e fica no Pike Place Market;

2
Os nerds a associam às badaladas Amazon e Microsoft;

3
O Pike Place Market foi fundado em 1907 e é considerado a alma da cidade. Ele tem uma famosa feira de peixes (o Pike Place Fish) que, há anos, atrai visitantes do mundo inteiro;

4
O Space Needle é a sua principal atração turística, o cartão-postal da cidade. Ele aparece em “Cinquenta Tons de Cinza” e pode ser alcançado através de uma breve viagem de monorail;

5
A Pioneer Square é considerada o lugar mais belo e antigo de Seattle, possuindo muitos prédios históricos, usados para fins comerciais e artísticos;

6
As crianças amarão o Seattle Aquarium, um dos maiores dos Estados Unidos;

7
Apaixonados por arte devem fazer uma visita ao Seattle Art Museum, para conhecer seu acervo de mais de 23.000 obras de arte;

8
O filme “Vida de Solteiro” (1992, direção de Cameron Crowe), com Matt Dillon e Bridget Fonda no elenco, foi ambientado lá (uma das cenas foi feita no túmulo de Jimi Hendrix);

9
Seattle aparece no título original de "Sintonia de Amor” (Slepleess in Seattle, 1993, de Nora Ephron). A cidade é o lugar onde Tom Hanks mora com o filho, antes de viajar para Nova York e encontrar a personagem de Meg Ryan no Empire State Building;

10
Há algum tempo, quem tinha grana sobrando (como Christian Grey) podia chegar na cidade pela King Street Station, depois de uma viagem pela Costa Oeste americana no luxuoso “The American Orient-Express”. Parece que o tour saiu de circulação, mas vale conferir o site e ver se ele volta a ser oferecido.



Foto: Divulgação
Sobre o filme dirigido por Sam Taylor-Johnson só posso dizer que gostei. Não li o romance e fui sem expectativas quanto a adaptação da roteirista Kelly Marcel para a telona. Sobre a escolha de Jamie Dornan para viver o dominador mais aclamado pelas mulheres do planeta, acho que foi perfeita. O rapaz já havia mostrado que ‘roubar’ corações é a sua especialidade desde “Maria Antonieta” (filme de 2007, de Sofia Coppola), onde ele interpreta o Conde Fersen e tem um affair com a nobre esposa do Rei Louis XVI. Dakota Johnson é linda e, certamente, fará outros papeis no cinema. Mas, depois de uma personagem tão aguardada pelas leitoras da trilogia “Cinza”, penso que a jovem ficará marcada para sempre por Anastasia Steele (papai Don Johnson é que não deve ter gostado nada do que viu em cena...).  À propósito, quase todo o filme foi rodado em Vancouver, no Canadá, mas é o charme de Seattle que permeia a telona. E que venha a “Liberdade”!


Café Latte da Starbucks (muito Seattle!) e pipoca para assistir "Cinquenta Tons de Cinza". 
Foto: Fran Mateus

Comentários

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"