"Lendas da Vida", golfe e coaching em Savannah



“Lendas da Vida” (The Legend of Bagger Vance) é uma joia a ser descoberta por quem ainda não teve a chance de assisti-lo. Robert Redford dirigiu um filme com uma história bem contada, de estética impecável e uma bela mensagem no final. 


Na Savannah da década de 1920, Rannulph Junuh (Matt Damon) passa de ‘grande esperança local como jogador de golfe’ para ‘um homem amargurado pelos soldados que perdeu nos campos de batalha’, de uma guerra que teve que comandar e da qual saiu derrotado. Esta situação o transformou profundamente e ele, amargurado, entregou-se ao álcool.
Pouco depois do seu retorno à cidade, mais de uma década depois do fim da guerra, Junuh encontra sua ex-mulher, Adele Invergordon (Charlize Theron), tentando promover um grandioso torneio de tênis para pagar as dívidas que o seu pai deixou com a construção de um belíssimo campo de golfe, o Krewe Island, inaugurado – desafortunadamente – logo no inicio da Grande Depressão Americana. Para bancar o prêmio do vencedor, os patrocinadores locais exigem a participação de um jogador nascido e criado em Savannah e Rannulph é a escolha de todos. O rapaz, porém, está com a autoestima em frangalhos e acredita que perdeu o seu jeito para o jogo. Para piorar, como adversários ele terá ninguém menos que os dois ídolos nacionais do esporte, Bobby Jones (Joel Gretsch) e Walter Hagen (Bruce McGill). 

A partir deste contexto, o que o espectador vê no filme são dois shows especiais: o primeiro, sobre o processo de recuperação da autoestima, de uma pessoa que desceu ao inferno e precisa se reerguer. Junuh conta com a ajuda do seu recém-contratado caddy, o misterioso Bagger Vance (Will Smith), para conduzi-lo rumo à porta de saída das trevas. Os diálogos entre os dois são verdadeiras aulas de coaching (não à toa, o filme é muito usado por profissionais de RH durante treinamentos de formação de Coachings profissionais). Bagger orienta Junuh até o momento em que ele precisa, e sai de cena na hora certa para se retirar. O segundo show é um presente para os amantes do golfe. Robert Redford caprichou no assunto a ponto de quem não conhece detalhes do esporte, assistir a verdadeiros espetáculos em cena, naquele que ficou conhecido - na ficção - como “O Grande Torneio de 1931”.

Fotos: divulgação
Sobre Savannah, ela está localizada no estado da Geórgia, a última das 13 colônias americanas originais. A cidade é considerada uma das mais belas e sofisticadas dos Estados Unidos pelas suas belas casas e bem-cuidados jardins. O ponto de encontro dos turistas é na River Street, que concentra boa parte da diversão local, em forma de bares, restaurantes e lojas bacanas. No filme, as cenas de rua foram, certamente, feitas nos estúdios da Fox. Preste atenção nas fachadas, nos letreiros e no interior da loja de ferragens do pai de Hardy, o garoto pelos olhos de quem o diretor nos conta a história de Rannulph Junuh.

Comentários

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"