Uma rainha, uma dama de ferro e dois belos palácios

Dois prédios imponentes e históricos possuem participação especial em dois filmes muito bons, com interpretações de duas majestosas atrizes. Refiro-me ao Palácio de Buckingham, no filme “A Rainha”, e ao Palácio de Westminster, mais conhecido como Parlamento, no filme “A Dama de Ferro”.

“A Rainha” e o Palácio de Buckingham

O Palácio de Buckingham é a residência da família real, em Londres. Ele funciona como escritório e sedia as cerimônias oficiais dos membros da realeza com outros chefes de Estado e visitantes convidados.

Originalmente construído por John Nash para ser a residência do rei Jorge IV, foi a rainha Vitória a primeira moradora do local. O palácio é muito procurado por multidões em busca de imagens como, por exemplo, a da troca diária da guarda da soberana. Nele, um nervoso Tony Blair pede permissão à Elizabeth II, cena vista em A Rainha, para formar o governo em nome dela. E é do seu balcão, que dá vista para o The Mall, que a soberana faz um discurso lamentando a morte da Princesa Diana. Aliás, para os eternos fãs da mãe de William e Harry, esse é um bom filme para ver Diana, pois apresenta inúmeras imagens dela em vida.


O palácio possui um anexo chamado The Queen´s Gallery, onde a rainha exibe a sua valiosa coleção de pintura, considerada uma das melhores e mais rica do mundo. Além dos Velhos Mestres ingleses, a galeria expõe obras de outros grandes Mestres da pintura, como telas de Da Vinci e de Vermeer.

Outro ambiente aberto ao público e que merece uma visita é The Royal Mews, lugar que acomoda os cavalos e carruagens usados pela família real em eventos oficiais.


“A Rainha” (The Queen, 2006) foi dirigido por Stephen Frears e contou com as interpretações de Helen Mirren, no papel-título, e de Michael Sheen, que fez um convincente recém-eleito primeiro-ministro, Tony Blair.


 “A Dama de Ferro” e o Parlamento


Neste ano, o cinema nos presenteou com a magnífica interpretação de Meryl Streep no papel de Margaret Thatcher, em “A Dama de Ferro” (The Iron Lady, 2011, direção de Phyllida Lloyd).  Como membro parlamentar, Margaret era acostumada a frequentar o Palácio de Westminster antes mesmo de se tornar, em 1975, pelo Partido Conservador, a primeira-ministra britânica mais famosa de que o mundo teve notícia. 


Projetado pelo arquiteto sir Charles Barry e construído com o modelo arquitetônico de um falso gótico, o Palácio de Westminster serve, desde 1512, como sede para as Câmaras dos Comuns (frequentada por Thatcher) e a dos Lordes (frequentada pela rainha Elizabeth II, quando precisa discursar sobre os planos do governo).

A Casa dos Comuns, mostrada diversas vezes no filme A Dama de Ferro, é composta por membros eleitos dos vários partidos políticos. O que tiver o maior número de membros eleitos forma o governo e o seu líder torna-se primeiro-ministro. Obviamente, como nos mostra o filme A Rainha, o novo líder só assume depois de ouvir e responder à uma determinada pergunta da soberana e de beijar à sua mão.


Outro componente muito famoso do Palácio de Westminster é o sino do Big Ben, colocado ali em 1858. O sino pesa 14 toneladas e anuncia as horas a cada 15 minutos.

Curiosidade: tanto Helen Mirren, como Meryl Streep foram ganhadoras do 'Oscar de Melhor Atriz' por estas interpretações fantásticas das duas damas inglesas. M-e-r-e-c-i-d-a-m-e-n-t-e!

Comentários

  1. Márcio Sanches25/03/2012, 17:55

    Nossa de fato a atuação das duas atrizes nestes filmes, foram surpreendentes. Cada uma a seu modo, e talentos bem peculiares! Além dos filmes serem muito bons:) Adorei o post Fran.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Fale conosco

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"