Caminhos para Santiago de Compostela e a sua Catedral

Na chuvosa manhã deste sábado, diversas pessoas lotaram o auditório do Instituto Cervantes, em São Paulo, aguardando a presença de um palestrante oriundo de Santiago de Compostela. Pelo dia, horário e condições climáticas, a audiência causou surpresa aos organizadores do evento. Parecia que todos ali ansiavam por fazer o Caminho de Santiago, imediatamente. E acho que era assim mesmo que todos ali se sentiam: eu, inclusive.

Peregrino no Caminho Francês
Señor Manuel Rodriguez, professor na Universidade de Santiago de Compostela e 'técnico xacobeo' nos apresentou à história da Catedral e a sua relação com os caminhos de Santiago. Confesso que, durante as 2 horas de palestra, mesmo sendo tão cedo, eu não vi o tempo passar.


O motivo da visita do especialista espanhol ao Brasil foi para divulgar os 800 anos - que serão completados em abril de 2011 - da Catedral de Santiago de Compostela como principal meta jacobea de peregrinação, fato que começou, durante a Idade Média, com peregrinos oriundos da Europa e se disseminou, ao longo dos séculos, pelo mundo todo.

Claustros por Greg Gladman

De acordo com o técnico xacobeo, antes de se tornar a Catedral do mundo peregrino, o espaço era composto apenas por uma pequenina igreja (820 d.C - 835 d.C), construída para abrigar os restos mortais do apóstolo Tiago. Depois de sua ruína, a igreja foi substituida por uma basílica de pedra (872 d.C) que, apesar de mais robusta que sua antecessora, não aguentou o ataque sofrido em 997 d.C e, também, foi destruída.

Peregrinos no Caminho Português

Devido a dificuldade de comunicação naqueles tempos, não se sabe como, e nem de que forma, a fama de que era em Santiago de Compostela que o corpo do apóstolo Tiago se encontrava, espalhou-se pela Europa Cristã. Logo, o que começou como um movimento tímido de peregrinação, tomou proporções grandiosas já no século X. A cidade passou a receber, diariamente, peregrinos  de diversas partes do Continente Europeu, especialmente, de Holanda, Alemanha, França e Itália (lembrando que esta possuia Roma em seu território, até então, quase que único local de visitação religiosa). Assim sendo, tornou-se fundamental melhorar as condições do  local para receber os peregrinos e a decisão de construir a Catedral foi tomada.


Os peregrinos chegavam de diversas partes da Europa, o que fez com que muitos caminhos fossem consagrados como rotas jacobeas. O Caminho Primitivo se originava em Oviedo. O Caminho Francês tornou-se o mais conhecido e utilizado, inclusive, por Paulo Coelho, que o popularizou em seu livro "O diário de um mago".

Paulo Coelho será - eternamente - associado ao Caminho de Santiago de Compostela.

Paulo Coelho não é unanimidade. Acredito que, para cada pessoa que o adora, exista outra que não o tolera. Mas, falem o que quiser, ele pode ser considerado o homem que colocou, na nossa Era, o Caminho de Santiago de Compostela na lista dos lugares mais procurados do planeta, especialmente quando o assunto é "um encontro consigo mesmo". Eu conheço muito executivo que partiu para uma boa caminhada pelas terras espanholas (e dá à sua experiência o nome de sabático) para tentar espairecer e descobrir o que mais deseja da vida, além do que já possui e do que já viveu. A maioria deles afirma que volta com respostas para as suas perguntas.


Além das acima citadas, outras rotas como, o Caminho Inglês, o Caminho do Norte, o Caminho de Fisterra-Muxía, o Caminho do Sudeste-Via da Prata e a rota do Mar de Arousa e Rio Ulla tornaram-se populares. Mas, para esta amante das caminhadas que vos escreve, o trecho mais interessante para alcançar Santiago de Compostela passou a ser o Caminho Português. 


Partindo do Porto, o Caminho Portugês pode ser realizado através das seguintes cidades e vilarejos: Braga - Vilarinho - Barcelos - Ponte de Lima - Tuí  - Redondela - Pontevedra - Caldas de Reis - Padron - Rúa de Francos e, finalmente, Santiago de Compostela.

Plaza de La Leña, Pontevedra, Espanha

Eu coloquei o Caminho de Santiago de Compostela na minha 'wishlist' de experiências que desejo vivenciar e de lugares adoráveis que quero conhecer. Será um prazer caminhar por um percurso tão lindo, repleto de pontes, bosques, fontes, capelas rurais, santuários, cidades históricas e vistas panorâmicas. Todos que foram, adoraram. E, eu acredito que não serei uma exceção a esta regra.

Comentários

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"