"Priscilla" Presley por Sofia Coppola

 

Poster e foto: divulgação Sony Pictures.

Com o título Priscilla (2023), a diretora Sofia Coppola deixa claro que esse é um filme sobre a vida de Priscilla Beaulieu com o mito Elvis Presley, sob o ponto de vista da própria Priscilla. 

Inspirada pelo livro autobiográfico Elvis and me*, Sofia inicia a sua história no ano de 1959, quando a novaiorquina do Brooklyn (interpretada por Cailee Spaeny) tinha14 anos de idade e foi apresentada ao já famoso cantor de rock Elvis Presley (Jacob Elordi), então com 24 anos. Além de belos, esses dois americanos tinham em comum o fato de viverem num país distante de tudo que conheciam e gostavam; um fato que os aproximou imediatamente. 

A história continua acompanhando Priscilla desde quando ela vai viver em Graceland, a mansão de Elvis - primeiro, como namorada dele e, depois, como sua esposa - e termina em 1972, quando a jovem põe um fim no casamento mais badalado do século XX (pelo menos até 1983, quando a princesa Diana e o príncipe Charles aparecem em cena).


Principal locação

Graceland (Wikipedia)

A maior parte da história do filme se passa dentro dos portões de Graceland, numa mansão recriada em estúdios de Toronto, no Canadá. A propriedade real, todavia, está localizada no 3764 da Elvis Presley Boulevard, em Memphis, no Estado americano do Tennessee. Ela foi mantida como o Rei do Rock a deixou, em 1977, quando faleceu. Desde então, o lugar foi transformado em museu e ganhou dois títulos nacionais: Lugar Histórico e Marco Histórico Nacional. 

Geralmente, quando os fãs de Elvis Presley visitam os EUA, eles colocam Graceland no topo da lista dos lugares que merecem uma boa visita.


Presença de Sofia

Foto: divulgação

Quem gosta e acompanha o trabalho de Sofia Coppola, como eu, vai adorar ver os toques dela nos detalhes do filme. Por exemplo, na cena em que Elvis e Priscilla aparecem juntos e abraçados, pela primeira vez, sob os flashes dos fotógrafos americanos e gritos histéricos das fãs; quando eles se divertem em carrinhos bate-bate e num ringue de patinação (cenas filmadas no canadense Scooter´s); e na escolha da trilha sonora (preste atenção na última música, quando Priscilla deixa Graceland para ir viver na Califórnia; ela é muito a cara e a marca de Sofia Coppola!).

Pessoalmente, achei Priscilla um filme especial, tanto pela história que ele mostrou como pela forma como foi realizado por Sofia. Nele, eu acredito que há algo de interessante para todo mundo: os fãs do Rei do Rock (minha avó era apaixonada por ele); os curiosos em conhecer a vida de um dos homens mais famosos que já existiu sob o ponto de vista de quem conviveu, intimamente, com ele; e os admiradores de Sofia Coppola. Estou até pensando em ir ver esse filme, novamente, no escuro e conforto de uma boa sala de cinema 💟.



* Publicado em 1985 e de autoria de Priscilla Beaulieu Presley e Sandra Harmon. As duas, por sinal, assinaram o roteiro do filme junto com Sofia Coppola.

Comentários

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"