"Bob Marley: One Love" na rota Kingston - Londres

 


Ontem fui assistir Bob Marley: One Love (2024), o filme dedicado à lenda do reggae Robert Nesta Marley (1945 - 1981), mais conhecido como Bob Marley por quase todos os seres humanos do planeta. Antes do filme, eu o conhecia mais como artista e compostor de hits famosos como "No Woman, No Cry" e sabia que ele militou pela paz para o povo pobre e oprimido da Jamaica. No entanto, eu desconhecia os detalhes de sua história e tudo o que ele passou e viveu antes de se tornar um dos nomes mais conhecidos e respeitados do universo musical. 

No filme, o ator inglês Kinsley Ben-Adir tem a responsabilidade de dar vida a Bob Marley desde o momento em que ele sofre um atentado, em 1976, dentro de sua casa e espaço onde treinava com os membros de sua banda, The Wailers, até a noite de 22 de abril de 1978, quando ele sobe no palco do Estádio Nacional da capital da Jamaica, Kingston, para apresentar-se, gratuitamente, para os seus conterrânios. O nome do show? One Love Peace Concert.

Entre os dois períodos mencionados, o filme mostra momentos da infância do músico, quando ele foi abandonado pelo seu pai, um homem branco e de origem inglesa; momentos de sua juventude, quando ele conheceu a jovem que se tornaria a sua esposa, Rita Marley (interpretada pela atriz Lashana Lynch), e quando o casal e seus amigos começaram a carreira musical; e a fase adulta, quando ele se exilou em Londres e compôs Exodus, o disco que ajudou a aumentar a sua fama internacional.

Um dos destaques dessa história dirigida por Reinaldo Marcus Green é o relacionamento entre Bob e Rita: eles foram amigos, amantes e parceiros de trabalho; Rita era uma das integrantes do The I Threes, o trio de mulheres vocalistas que acompanhava a banda durante os shows. Juntos, Bob e Rita Marley criaram 12 filhos: parte dele, parte dela, parte adotada e quatro do casal.


Principais locações:

Quatro lugares ganharam destaque em Bob Marley: One Love.

56 Hope Street: O endereço do imóvel onde Bob e Rita moraram, em Kingston, e onde ambos sofreram a tentativa de assassinato foi transformado num museu (The Bob Marley Museum), depois da morte do cantor, em 1981.

42 Oakley Street: esse foi o segundo endereço de Bob e os The Wailers na capital londrina, localizado no bairro de Chelsea. Foi aqui onde músico e banda conceberam músicas e melodias para o album Exodus, um dos mais importantes da carreira deles. A frente da casa ganhou uma placa azul da English Heritage, indicando que Bob Marley viveu ali.


Frente da residência de Bob Marley, em Londres.
"Bob Marley lived here" (English Heritage).


Battersea Park: local onde o músico se exercitava e onde jogava bola com seus amigos quando morou em Londres. No filme, é nesse parque onde um dos jogadores pisa no pé de Bob, causando-lhe um ferimento. Como a ferida não cicatriza, Bob consulta um médico e descobre que tem câncer.


Bob Marley promovendo um momento histórico
durante o show One Live Peace.

National Stadium: estádio construído em 1966 e onde, doze anos depois, Bob Marley fez o show que entrou para a História do seu país. Naquela noite de 22 de abril de 1978, o músico conseguiu fazer os políticos rivais Michael Manley e Edward Seaga apertarem as mãos, sinalizando para a dividida população jamaicana um acordo de paz entre eles.


Este post é dedicado ao meu sobrinho
Rodrigo Mateus, um fã de longa data de Bob Marley.
"Rastafari, Rodrigo" ☺

Para concluir, eu posso dizer que é uma experiência e tanto assistir Bob Marley: One Love. Podemos conhecer um pouco da história desse homem que virou um mito, enquanto somos embalados por algumas de suas canções mais emblemáticas e emocionantes: algumas delas porque se tornaram muito famosas globalmente; outras, porque as suas mensagens de paz e de igualdade social altrapassaram as barreiras do tempo e das delimitações geográficas. Afinal, os problemas da Jamaica também aconteceram (e continuam acontecendo) em muitas partes diferentes do mundo, fazendo com que o sofrimento de um povo seja o sofrimento de muitos outros, independente de cor, credo ou posição política.


👀 Para saber mais sobre a vida e a carreira de Bob Marley, confira o site bobmarley.com e/ou a página do Wikipedia dedicada a ele.


Comentários

  1. Rodrigo Mateus24/02/2024, 19:20

    Eu e eu, realmente sou fã do Bob e Seu fã! Agradeço a dedicatória em seu maravilhoso trabalho, neste caso, referente ao Rei do Reggae !
    Que Jah Rastafari e Haile Selassie I, te abençoem e protejam sempre!
    Muita luz sempre, tia! 🙏🏽😍

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Fale conosco

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"