Thor - O Mundo Sombrio

Thor - O Mundo Sombrio (Thor: The Dark World)

Enquanto escrevo este post, "Thor: o Mundo Sombrio" (ou, "Thor 2", se preferir) lidera o ranking de filme mais visto no Brasil e no Mundo. Desculpe-me: filme, não. Super-produção! Os efeitos especiais são tantos e tão bem-feitos que, na minha opinião, eles deveriam ser eleitos as grandes estrelas do blockbuster dirigido por Alain Taylor (veja os créditos finais e confira a quantidade de gente envolvida nesta área do filme).


Cenas em Londres, no Old Royal Naval College, Greenwich.

Os fãs do herói da Marvel Comics ficarão felizes ao ver Thor (Chris Hemsworth), já nas primeiras cenas, lutando, com sucesso, pela paz nos Nove Reinos. Porém, sua alegria dura pouco, visto que um antigo e ultra-poderoso rival do povo de Asgard retorna das trevas para tomar o controle do universo. Trata-se de Malekith (Christopher Eccleston), o líder dos Elfos Negros. Ele e seus seguidores invadem Asgard à procura de uma poderosa solução líquida, que tomou o corpo de Jane Foster (Natalie Portman). Na tentativa de proteger a moça - e a destruição de sua terra e seu povo - Fregga (Rene Russo), a esposa de Odin (Anthony Hopkins), é morta pelo bandido. 

Tom Hiddleston retorna no papel de Loki, o irmão mais novo e ambicioso de Thor.

Eis que, com a morte da mãe, Thor busca ajuda para seu plano de vingança e manutenção da paz, naquele que parecia o mais improvável dos parceiros: o irmão mais novo, Loki (interpretado por um dos melhores atores da atualidade, Tom Hiddleston). Juntos, eles travam uma batalha em busca da destruição de Malekith. À propósito, Loki rouba as cenas em que aparece...


A Terra sendo tomada pelos poderes malígnos de Malekith.

Locações: a Inglaterra foi o país mais usado como cenário de "Thor 2". Numa das primeiras cenas, temos uma inusitada imagem do cientista Erik Selvig (Stellan Skarsgard), correndo nu por Stonehenge (Salisbury, Wiltshire), enquanto que, no final da produção, o Old Royal Naval College, em Greenwich, ocupa muitos minutos na frente da telona - o lugar é usado para o duelo entre os titãs Thor e Malekith. Ainda na terra da Rainha Elizabeth, muitas cenas internas - e outras que dão a impressão de externas - foram rodadas no Shapperton Studios, em Surrey. 

As quedas d´água Skógafoss, na Islândia: uma excelente escolha para dar a imagem de desolação necessária ao filme (Foto: Wikipedia)
Fora do Reino Unido, a Islândia é o segundo país cuja geografia faz parte da história do filme. Entre as principais locações estão as cachoeiras de Skógafoss: um lindo lugar, que contribui muito para toda a grandiosidade exigida por uma produção do naipe de Thor 2.

Se você gosta de blockbusters e adora fazer parte das estatísticas, vá ver Thor e Companhia nos cinemas. Eu fui e gostei. Às vezes, nada como um filme feito somente para diversão imediata - pura e simplesmente - para nos dar alguns bons momentos de alegria!

Comentários

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"