Correndo com Lola por Berlim



Assistir "Corra Lola Corra" (Lola Rennt, 1998) pode exigir fôlego de atleta. Explico: quando você pensa que Lola (Franka Potente, de 'Identidade' e 'Supremacia' Bourne) já correu pelas ruas de Berlim tudo o que tinha que correr, a história começa de novo e... recomeça mais uma vez. São três finais para que a apaixonada jovem consiga ajudar o namorado, Manni (Moritz Bleibtreu), a sair de uma encrenca que pode valer a vida de ambos.

Por um descuido, Manni esquece uma sacola com 100.000 marcos alemães num metrô (!). Ele se dá conta do problema assim que desce na estação Deustche Oper. Acontece que o chefão do tráfico para o qual o jovem trabalha combinou de pegar o dinheiro em 20 minutos. Óbvio que, se não receber o que espera, ele não será benevolente com o jovem desafortunado. Nervoso, Manni liga para Lola em busca de ajuda. A cabine telefônica que ele usa foi montada na esquina das ruas Osnabrücker com a Tauroggener Strasse, exclusivamente, para o filme. Caso a namorada não consiga ajudá-lo, o plano B do rapaz será assaltar um supermercado que fica ali na região.



Começa, então, a maratona de Lola. A jovem parte correndo desde o seu apartamento, localizado na Albrechtstrasse, 13 até o banco onde o papai trabalha como gerente.


 

Antes de chegar ao seu destino, ela atravessa diversas ruas e pontos interessantes de Berlim. Um deles é a ponte Oberbaumbrücke, que liga a cidade de leste a oeste (note, pela foto acima, que belas arcadas possui o lugar!). Aqui cabe uma observação: o diretor tomou muito cuidado para não usar lugares turísticos, nos dando, assim, a chance de conhecermos uma Berlim menos óbvia e tão interessante quanto aquela dos cartões postais.

Fotos: divulgação

As três histórias usam a mesma rota, com leves alterações no percurso e mudanças no desfecho. Porém, uma coisa é fato: no Deutsche Transfer Bank, 'papi' não quer nem saber que a filhinha está em apuros. Assim, Lola deixa o lugar mais desolada do que quando entrou. A fachada do banco fica na Behrenstrasse, 37, no final da Bebelplatz, endereço atual do luxuoso Grand Hotel de Rome. O interior foi rodado em outro lugar, no Oberfinanzdirertion on Kurfürstenplaz, na Kurfürstendamm, números 193-194.

Antes de encontrar Manni, Lola entra num cassino e joga com a sorte para ganhar o dinheiro que tanto precisa. Para filmar o exterior da casa de jogos, a produção usou o Kronprinzenpalais (que foi residência do Principe Friedrick II), localizado na Unter den Linden, 3. As locações internas, por sua vez, foram rodadas na Schöneberg Town Hall, na John-F.-Kennedy-Plaz.

"Corra Lola Corra" foi dirigido por Tom Tykwer, lançado em 1998 e fez um imenso sucesso entre público e crítica. Entre as suas qualidades estão o enredo 'pop' feito em 3 atos, a sua velocidade enervante e a trilha 'techno' sonora. De quebra, os extras do filme permitem nos acostumarmos com os nomes de ruas, praças e estações de metrôs de Berlim antes de uma eventual viagem à cidade, que se transformou num dos destinos europeus mais procurados por jovens do mundo inteiro.


Fonte de consulta:

On Location - cities of the world in film, de Claudia Hellmann e Claudine Weber-Hof.

Fotos: Divulgação

Comentários

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"