"Anjos & Demônios" em Roma e no Vaticano



A entrada triunfal de Robert Langdon em “Anjos e Demônios” (Angels and Demons, 2009) é meio a ‘La’ Sherlock Holmes: ele está nadando em Harvard e, assim que vê o representante da polícia do Vaticano, fala que nadar é bom para combater os efeitos dos voos longos, já que o cara está com olheiras e ainda são 5h da manhã; além disso, ele afirma que o homem é do Vaticano, pois o mesmo usa as chaves cruzadas sobre a coroa tríplice, que é um símbolo papal. Elementar meu caro leitor!

Bem, vamos ao que interessa. Depois de deixar Harvard e seguir para Roma, a fim de ajudar a Igreja Católica desvendar o mistério do retorno à cidade - logo após a morte do papa - dos seus antigos inimigos, os Illuminati. Aparentemente, um membro desta sociedade secreta, que pregava a importância da ciência e do conhecimento (fato que desagradava a Igreja), sequestrou os quatro cardeais que possuíam a preferência dos votos dos demais líderes católicos para ocupar a posição de novo papa.


O professor de simbologia chega ao Vaticano (Città del Vaticano, com entrada pela Viale Vaticano) e já consegue acesso para uma boa pesquisa na Biblioteca do lugar. A partir da hora em que consegue desvendar a primeira pista deixada pelo ‘sequestrador’ – baseada nos quatro elementos de Galileu - Langdon começa sua busca frenética pela Cidade Eterna.

Um tour com Robert Langdon pelo ‘Caminho da Iluminação’
Tom Hanks retorna no papel do prestigiado professor de simbologia de Harvard.

O Panteão, localizado na Piazza della Rotonda, é a primeira pista que Langdon segue para encontrar os cardeais sequestrados. O ‘templo de todos os deuses’ - e lugar onde o escultor Rafael estaria enterrado - foi só uma pista falsa.

A Igreja Santa Maria del Popolo, na Piazza del Popolo, número 12, é o próximo destino do nosso tour. Na Capela Chigi, projetada por Rafael em 1513, o 1º cardeal é encontrado morto. Para a trama, o mais importante é saber que a escultura de ‘Habacuc e o Anjo’ foi acrescentada ali por Gianlorenzo Bernini (1598-1680), importante escultor e arquiteto romano que teria sido um dos membros do Illuminati. Símbolo: Terra.



Na Piazza San Pietro, cercada por colunas projetadas por Bernini, Langdon encontra – morto – o 2º cardeal. A locação é uma recriação feita pela produção do filme. O lugar original não pôde ser usado na trama. Símbolo: Ar.




Igreja Santa Maria della Vitoria, na via 20 Settembre, número 27. Ali, próximo da estátua de “Santa Tereza ardente”, o 3º cardeal é encontrado sendo queimado vivo. Muito tiroteio e um vilão sozinho tira a vida de quase meia Roma de policiais. Símbolo: Fogo.

Na barroca Piazza Navona, datada do século 17, Langdon consegue chegar antes do vilão da trama, que joga o 4º Cardeal na Fonte dos Quatro Rios (ou Fontana dei Quattro Fiumi). Desta vez, o professor consegue recuperar um forte candidato a papa ainda vivo. Símbolo: Água.

Langdon conseguiu desvendar os quatro elementos, ou melhor, os quatro altares da ciência de Galileu. Mas, ainda falta um point...
Fotos do filme: divulgação
... O Castel Sant´ Angelo, na Lungotevere Castello, 50. Construído para ser o mausoléu do imperador Adriano, o lugar havia sido usado como esconderijo dos quatro cardeais. Robert Langdon e a polícia italiana seguem para lá na busca pelo vilão da trama. Até este momento, eles pensam que este é o único inimigo que procuram...


Para saber o final desta ‘estória de Dan Brown’, leia o livro ou assista o filme. Depois, prepare as malas e siga para a Cidade Eterna. Vai dizer que não é uma boa ideia?!

Comentários

CONFIRA TAMBÉM:

"Estômago", filme de primeira e locações em Curitiba

Sex and the City 2: Abu Dhabi x Marrakesh

221B Baker Street - o famoso endereço de Sherlock Holmes e Dr. Watson

Filme de viagem: "O Turista" no Hotel Danieli, em Veneza

Roma em "Comer, Rezar, Amar"

"007 - Cassino Royale" e as locações em Veneza

"O Código Da Vinci" em Paris e Londres

Verona e Siena em "Cartas para Julieta"